CAROL X RHYNO ESPORTS
CAROL X ORO ESPORTS
CANDIDATURA "ARTE CHEGOU AO COLOMBO"
“Street Quarantine” é uma série de três fotografias que foram trabalhadas com variados materiais que retrata como a pandemia do covid-19 afeta a sociedade atual, mais precisamente na região de Lisboa. A capital é bastante afetada, e como tal esta série de fotografias foca-se em zonas com muito afetadas. Pode negar-se que a sociedade tem medo deste fenômeno, mas na verdade este medo existe, pois o vírus contaminou o nosso subconsciente e o medo deste habita em cada um. 
A primeira parte do processo deste projeto foi fotografar o espaço. Os ensaios fotográficos foram feitos em locais em que se consegue observar claramente o impacto causado pela pandemia. Estas fotografias mostram a desertificação que o vírus causou e a despreocupação da sociedade. Fez-se então a escolha de trabalhar sobre a fotografia. Os acrílicos foram usados em cores vivas (para se destacarem da fotos cinza) e deram um aspeto apavorante às imagens criando um duplo significado: o real e o subconsciente, personificado nas criaturas. Utilizou-se maioritariamente o verde-lima e o amarelo pois são cores que são associadas à doença e a algo infecioso. 
Em relação ao formato das criaturas, a cabeça é uma figura semelhante ao vírus microscópico e para o corpo fez-se a uma aproximação a um humano mais frágil e débil. Foram adicionados alguns detalhes nas criaturas e nas fotografias com marcadores. Para finalizar, optou-se por coser com linha amarela alguns detalhes do próprio vírus. 
Por ordem, as fotografias apresentam uma criança de mão dada com o vírus (as crianças são um risco enorme, pois são as principais responsáveis  pela transmissão do vírus), um metro vazio mas ao mesmo tempo repleto de criaturas que simbolizam o covid, e por último um sem-abrigo que aparenta estar a ser atacado por uma das criaturas. Por um lado tudo pode parecer muito vazio e vago, mas no fundo cada um carrega um medo imenso e acabamos quase por “andar de mãos dadas com o nosso medo”.
BIDEN X TRUMP
Após as polémicas eleições americanas e a eleição de um novo presidente,  Joe Biden, para liderar e reorganizar o país, optou-se por fazer uma obra  referente a este tema. O título “Biden x Trump” representa a disputa entre o  ex e o atual presidente dos Estados Unidos da América na sua luta para a  conquista da liderança do país.  
Começando pelo tema escolhido para a obra, este surgiu no período em que  se iniciaram as eleições e consecutivamente todas as polémicas. A figura de  Joe Biden surge de uma forma imponente e vigorosa enquanto a figura de  Donald Trump se manifesta com timidez e acanho. 
Ambos permanecem agarrados, de acordo com a posição da obra O beijo, de Gustav Klimt, a  primeira obra de referência utilizada neste trabalho. A posição não está  exatamente igual à da pintura original, mas o que se pretende transmitir é  uma certa relação e conexão entre os dois elementos. 
Com esta organização das figuras, Trump surge quase como um submisso de Biden após este ter  perdido as eleições norte-americanas. Foi desenhada também uma bandeira  dos Estados Unidos da América, colocada/vestida do avesso pelas duas  figuras, simbolizando assim que o país está a enfrentar uma fase complicada e que está completamente do “avesso”. 
Em relação à técnica e processo, recorreu-se então à segunda obra (neste  caso, artista) de referência para este trabalho. Paula Rego, é mundialmente  conhecida pelas suas obras de grandes dimensões coloridas com pasteis  secos. Neste trabalho foi utilizado como suporte uma folha A1 de papel  fabriano lisa, e a técnica selecionada foram os pasteis secos. Em relação ao  processo, optou-se por algo semelhante à pintura de Paula Rego, aplicando  camadas de pastel de variadas tonalidades até formar o tom de pele  desejado. As figuras são também semelhantes à representação característica da pintura de Paula Rego: figuras grotescas e caricatas, com formas  acentuadas e exageradas.  
Para o fundo, optou-se por colocar apenas uma cor sólida e clara, para  destacar a composição de figuras do restante. E por último, o contorno. O  contorno foi inspirado na pintura de Fernand Léger, uma artista cubista em  que os contornos a preto são algo bastante comum nas suas obras. Realizou se então um contorno fragmentado com pastel seco preto ao longo da composição, para destacá-las do fundo. ​​​​​​​
“Beauty isn’t a size, is an attitude”
Este trabalho aborda a temática da identidade de géneros, incidindo principalmente no género feminino. As redes sociais e os media têm cada vez mais peso na vida da população e, como tal, surgiram novas modas e novas tendências que infelizmente dão espaço a novas palavras como o “body shaming”. Traduzindo, body shaming é o ato de criticar ou ridicularizar outra pessoa através da sua aparência física. Com este crescimento em massa dos meios sociais, criaram-se padrões de beleza que até hoje muitas mulheres lutam para destruir.
Após a escolha do tema, iniciou-se o trabalho realizando-se uma pesquisa intensa de variados corpos de diferentes pessoas, com diversas formas, de forma a criar um leque imenso de material para trabalhar.
O trabalho foi realizado no formato A2 (42cmx 59,4cm), numa folha branca lisa com gramagem normal. Iniciou-se então o projeto, por desenhar com grafite HB todos os corpos na folha. Procurou-se distribuir com uniformidade todos os corpos de maneira a criar uma composição equilibrada e visualmente apelativa. Posteriormente, passou-se para o processo de pintura.
Neste trabalho foi escolhido como material, lápis de cor com tonalidades semelhantes a cores de pele (relacionando-se com o tema) dentro dos castanhos, rosas, salmão, etc.
Em relação à técnica utilizada, procurou-se realizar uma pintura suave e serena de modo a obter uma representação simples e clara, em que os corpos ficassem o mais realistas possível. O processo de pintura foi algo bastante demorado, uma vez que o objetivo era os corpos serem coloridos de forma precisa e realista.
“Beauty isn’t a size, is an attitude” traduzido para português “A beleza não é um tamanho, mas sim uma atitude” é principal mensagem que se pretende transmitir com este trabalho. A beleza não é definitivamente um tamanho, beleza é a atitude e a coragem que cada mulher tem para enfrentar todos os padrões impostos pela nossa sociedade e continuar a amar-se a si e ao seu corpo.
Back to Top