København #3

Depois de sairmos de Marmorkiken, a igreja de que falei no último post, apanhamos um autocarro em direcção a Nyhavn.

                          Nyhavn

Nyhavn significa “novo porto” e é o nome dado a este canal de 300 metros, ladeado por casas coloridas. Foi construído por soldados, entre 1671 e 1673, para permitir a navegação de navios de mercadorias até ao centro de Copenhaga.

Aqui, existem inúmeros restaurantes e bares, sendo um local popular principalmente nos dias amenos do Verão.

Paramos aqui, para descansar um bocadinho, numa esplanada, bem aconchegados por umas mantinhas quentinhas!

Kongens Nytorv

        

No final de Nyhavn, encontra-se a praça Kongens Nytorv (nova praça do Rei), construída há cerca de 300 anos.

Sendo um dos pontos centrais de Copenhaga, é aqui que se encontra o Det Kongelige Teater (Teatro Real), o Charlonttenborg Slot (edifício mais antigo da praça) e ainda o Hotel D’Angleterre, que recebe regularmente as figuras mais distintas do mundo.

No centro da praça encontra-se a estátua do de Cristiano V, originalmente feita em 1688, em chumbo. Este pesado monumento começou a afundar, tendo que ser refeito em bronze em 1946.

Strøget

        

Strøget, que significa “risca”, não é o nome de nenhuma das ruas, no entanto, todos os habitantes de Copenhaga sabem o que é.

A principal via pedestre de Copenhaga é composta por cinco ruas interligadas (Østergade, Amagertorv, Vimmelskaftet, Nygade e Frederiksberggade) que foram fechadas ao trânsito em 1962, tendo-se tornado um dos locais de passeio predilectos.

Tem uma mistura de estabelecimentos que vão desde lojas mais caras a roupa em segunda-mão, cafés, restaurantes e ainda alguns monumentos.

Um óptimo local para se fazerem compras ao ar livre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *