København #2

Depois do que vos contei ontem, e de uma curta passagem pelo Museu da Resistência Dinamarquesa, caminhamos em direcção à residência real: Amalienborg Slot.

                          Amalienborg Slot

        

Começou a chover pelo que não há aqui fotos de família. Mas chegamos ao palácio a tempo de ver o final do render da guarda, abrigados na entrada para o museu!

A residência oficial da família real dinamarquesa é composta por quatro edifícios iguais ao da foto, construídos em volta de uma praça octogonal.

Estes palácios, que originalmente tinham sido erigidos para servir de residência a quatro famílias abastadas, tornaram-se a residência oficial da família real quando, em 1794, o Christiansborg Slot ardeu.

É permitida a entrada ao público em parte dos aposentes reais, transformados em museu onde, na sua maioria é um museu dedicado à Rainha Ingrid, por quem os dinamarqueses parecem ter uma admiração profunda.

Marmorkirken

Mesmo ao fundo da rua, quem sai de Amalienborg, está a igreja barroca conhecida como Marmorkirken ou Frederikskirken.

Esta obra do arquitecto Nikolai Eigtved, que se diz ter-se baseado na Basílica de S.Pedro, pretendia ser uma obra para comemorar os 300 anos do reinado da família de Frederico V, na Dinamarca. No entanto, era uma obra demasiado dispendiosa pelo que ficou parada por um século.

A cúpula, que é uma das maiores da Europa, é magnífica, repleta no interior por frescos de artistas dinamarqueses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *